Artigos

Filhotes de cães: treino para equilíbrio psicológico

por Giselle Coutinho

Estimular cachorros ainda pequenos a interagir de forma positiva com o ambiente ajuda a boa saúde mental do animal.

Treinar cães filhotes para que reajam bem aos diversos estímulos do mundo que os cerca é um grande desafio. Este treinamento, também conhecido como sociabilização, tem como dificuldade o fato de só ter eficiência se realizado entre o 50º e o 85º dia de vida, período em que os donos ainda estão se habituando a lidar com seu bicho de estimação e pelo fato de muitas pessoas preferirem priorizar proteger seus animais de doenças físicas, imunizando-os e isolando-os.

caes_01

Quando um cão filhote não é exposto adequadamente a estímulos sensoriais, objetos, pessoas e outros animais, pela sociabilização, ele pode acabar desenvolvendo traumas ou desvios comportamentais como:

  • Descontrole de latidos, mordidas, roeção, escavação, pulos;
  • Evacuação inapropriada;
  • Compulsão alimentar;
  • Mania de fugir ou esconder-se;
  • Submissão excessiva;
  • Superproteção com membros da família ou objetos;
  • Agressividade;
  • Excitabilidade excessiva.

O treino para equilíbrio psicológico dos filhotes deve ser feito para que aprendam a reprimir seus instintos de caça e a enfrentar adversidades com tranquilidade. Estes exercícios provocam mudanças na maneira como o cãozinho processa informações, facilita seu aprendizado e permite reações menos atribuladas aos estímulos novos e desconhecidos.

caes_02

Sociabilizar filhotes não é garantia de livrá-los de problemas psicológicos, pois depende do cuidado de como é feito este processo e do que foi trabalhado durante sua aplicação.

Dicas para treinar o equilíbrio psicológico de filhotes de cães

Para sociabilizar, os proprietários devem exibir ao filhote e fazê-lo participar de uma grande variedade de estímulos sensoriais e de interação social. Estas experiências devem ser vividas pelo animal de forma gradual, agradável e segura.

Estímulos positivos

Pessoas: É preciso apresentar o filhote às diversas etnias, idades, sexos, aspectos físicos e comportamentos. O cão deve interagir com algumas delas, e não apenas vê-las e circular próximo e o dono deve cuidar para que não haja situações negativas que façam o animal generalizar uma experiência ruim.

Animais: É importante deixar o cãozinho se aproximar gradualmente de animais de espécies diversas. A princípio deve-se manter a guia para travar em caso de má reação.

Objetos: É fundamental encorajar a interação e aproximação de objetos com diversas cores, texturas, cheiros, sons e movimentos, preferencialmente estimulando a aproximação do filhote com relação ao objeto e não ao contrário.

Observar o comportamento do filhote durante as experiências do treinamento para equilíbrio psicológico é fundamental. O animal em nenhum momento deve sentir medo.

O bom treinamento ocorre quando o filhote não está com a cauda recolhida entre as patas traseiras, não chora, não treme, nem fica com as orelhas em pé. Manter a confiança do filhote com relação ao seu dono durante o processo garante um aprendizado saudável para o animal e uma relação harmoniosa entre ambos para o resto da vida.

Voltar | Topo
Comentários
AdPlace

guia de Raças de Cães

Braco Italiano Braco Italiano O patrimônio natural da Itália...
  • Veja outras raças/espécies de pets Abrir

você e a PetMag

  • Compartilhe aqui também
A PetMag é um portal produzido com muito orgulho pela equipe da Citrus7. Aproveite e conheça o nosso trabalho! Citrus7