Colunas

Adapte sua casa à chegada de um cãozinho

17/09/2014

Deixar sua casa mais segura faz parte das providências a se tomar quando se decide ter um novo membro na família

Você vive sozinho e resolve, de uma hora para outra, criar um animal doméstico para alegrar o seu dia a dia. Em outra situação, seu filho quer porque quer um novo amiguinho para compartilhar suas travessuras. Se você se encaixa em qualquer um destes casos vai precisar refletir bastante sobre a entrada de um novo integrante em seu espaço, pois diversas adaptações e mudanças nos mobiliários de sua casa deverão que ser revistas ou mesmo modificadas. Como primeiro teste, deite no chão e comece a olhar os objetos sob a perspectiva de um quadrúpede, visualizando sua noção e dificuldades de adaptação. A primeira providência é remover toda prateleira baixa da dispensa de alimentos, retirar o pano de prato pendurado no forno e evitar os móveis ou objetos que possam servir de escada para o cão se refestelar no sofá.

caes_chegada

Outro ponto muito importante é definir um espaço oficial para o seu pet na residência, para que ele possa brincar e se distrair nos momentos em que você tiver ocupado ou ele ficar sozinho. Nunca deixe de brincar com o seu cão em casa, pois além das horas de divertimento e relaxamento, estes movimentos servem de exercícios físicos e são benéficos para a saúde do seu melhor amigo. Para passear na rua, compre uma coleira que fique confortável no pescoço do animal. Deixe-o caminhar, farejar, brincar com outros cães e até, mesmo, namorar. Procure espaços sustentáveis, como os cachorródromos ou parques bem abertos e com muita vegetação. Durante esta caminhada não se esqueça de levar as luvas plásticas, com o intuito recolher os detritos e dejetos mantendo o patrimônio público da sua cidade mais limpo e asseado.

Adestramento: um ato amplamente recomendado pelos especialistas e veterinários é você educar o seu cão moldando o seu comportamento e evitando dissabores, como a destruição de móveis, odor fétido pela casa e mordidas. Antes de contratar um profissional ou fazer um curso sobre o assunto, você pode iniciar pequenos passos, como jogar bolinhas para ele pegar e trazer até você, ensiná-lo a ficar nas posições deitado, sentado e levantar as duas patas. Não se esqueça de recompensá-lo com um alimento que ele adora. Crie um banheirinho forrando toda esta área com tapetes higiênicos. Lembre-se que este local deve ficar afastado da água e da comida. Não incentive o seu cão a latir para as visitas, sendo que o ideal é ele não se aproximar de outras pessoas, para que você possa ter um bate papo mais tranquilo.

Sobre o autor

Adilson Félix Fraga Jr. Adilson Félix Fraga Jr. Formado em Publicidade e jornalista de carreira, Nuno Fraga militou por vários anos em uma ONG de adoção de cães e gatos. Repórter da extinta revista Estima Pet com distribuição gratuita, se apaixonou por este assunto e vem se especializando em mercado Pet. Atualmente é proprietário do blog Pet Lovers ( www.petshoplovers.com).
Voltar | Topo
Comentários

você e a PetMag

A PetMag é um portal produzido com muito orgulho pela equipe da Citrus7. Aproveite e conheça o nosso trabalho! Citrus7